Na mídia

3 passos para ter o corpo dos seus sonhos

Share this:

Sem dieta, sem atividade física, sem procedimentos estéticos é possível ficar satisfeita com o próprio corpo

Não vou falar de fazer dieta que restringe calorias, gorduras, carboidratos, glúten, e nem de malhar 7 dias por semana no crossfit, na corrida, no circuito, no muai thai, nem da última técnica de cirurgia plástica, creme revolucionário, procedimento com laser, massagem modeladora. Você pode até fazer tudo isso ao mesmo tempo agora. Mas aposto que isso vai eventualmente nos deixa ou mega mal humoradas, ou exaustas, ou a força de vontade de manter essas práticas vai sumir instantaneamente com fumaça ninja na primeira coisa que acontecer que tomar tempo ou dinheiro, ou parecer mais prazerosa, ou exigir menos esforço. Porque sim, nossa mente vai fazer de tudo para sabotar a nossa empreitada de ter o corpo ideal.

Pode ser que você seja daquelas que nasceu com disciplina militar de fábrica ou encontrou a tal motivação para seguir firme para cultivar o corpo dos sonhos. Mesmo se for o caso, aposto que também tem aquela sensação de nunca estar completamente satisfeita com o corpo que esculpe com muito suor e lágrimas.

Eu tenho o corpo dos meus sonhos. E não estou aqui para esfregar na sua cara “se eu consegui você também consegue” e fazer inveja nas “inimigas”. Eu estou dizendo isso porque eu chegar nesse estado de satisfação com meu próprio corpo teve muito pouco a ver com mudar minha aparência exterior. E olha que eu adoooooro roupas, maquiagem, mudar o cabelo, e cuido da minha alimentação e faço atividade física frequentemente.

Tem muito mais a ver com a parte do corpo que fica entre as orelhas. As construções mentais que são responsáveis pela idealização de que corpo precisaríamos ter para ficarmos mais satisfeitas conosco mesmas. Eu afirmar que tenho o corpo dos meus sonhos não significa que eu sou a sortuda que veio com autoestima de nascença ou que eu cheguei num estado de iluminação em que vivo num mar de rosas constante e sem fim de admiração pela imagem que vejo no espelho. Na maior parte do tempo eu estou contente com minhas formas, dou uma piscadela pra mim mesma quando olho meu reflexo, tenho meus momentos de Narciso à beira do lago.

Só que volta e meia a insegurança bate. Antes da menstruação então, com tanta força, que de corpo dos sonhos vira o clássico do terror “A Hora do Pesadelo”. Será que ela bate porque falhamos de alguma forma, somos fracas de espírito, ou não deu certo nenhum dos 497 tipos de tratamentos, intervenções ou terapias que já fizemos na vida?

Definitivamente não é nada disso. Por isso que estou compartilhando aqui o que faço e recomendo que minhas clientes façam toda vez que nos olhamos para o espelho com cara de muxoxo, dá um desespero, ou nos xingamos feia ou pior.

Veja os 3 passos no Superela.

Publicado em: Superela / Imagem: Pinterest Superela

Outro Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades sobre meus conteúdos, cursos e serviços