7 passos para uma pele livre da acne

Share this:

Volta e meia ouço que ainda tenho cara de menina. Sei que minha genética ajuda bastante nisso, e que minha pele oleosa tem seu lado bom que é evitar a rugas que começam a aparecer depois de muitos anos de estresse e quando os 30 anos batem à porta. Porém, o lado ruim dessa história é que minha pele oleosa e cara de menina vem junto com a acne.

Eu sofro com as espinhas desde a adolescência, como já compartilhei algumas vezes com vocês. E sempre ouvi que eram um problema que iria embora assim que a tempestade hormonal acalmasse ou tomando anticoncepcional. Para minha surpresa e de muitas mulheres por aí, isso está longe de ser verdade. Ou seja, ter espinhas não tem idade, mas tem muito a ver sim com a forma que comemos e nos cuidamos, e com o equilíbrio dos nossos hormônios, o que liga e desliga os genes principalmente de quem tem tendência à acne.

Nos momentos de estresse, em determinados momentos do ciclo menstrual, ou quem decide parar de usar anticoncepcional então, parece que a situação piora muito. Isso acontece por causa de alguns fatores:

  • Desbalanceamento dos níveis de glicose e insulina, com alimentação cheia de doces, trigo e arroz branco, em horários desregrados, e vida estressante.
  •  Intolerâncias e sensibilidades alimentares não detectadas ou não cuidadas, sendo as mais comuns por laticínios, gluten e soja, alimentos que estão presentes em uma percentagem enorme das comidas prontas disponíveis.
  • Exposição excessiva a substâncias químicas que atrapalham a produção, uso e eliminação dos hormônios, incluindo os anticoncepcionais, produtos de beleza, higiene e limpeza, agrotóxicos e hormônios artificiais nos alimentos, embalagens e recipientes plásticos, e outros.

Falando assim, parece que esse é um beco sem saída, não é mesmo? Já não basta os problemas de autoestima que a acne causa, ainda por cima ela indica que muita coisa está fora de lugar no nosso organismo! Mas saiba que é possível administrar essa condição e até eliminá-la começando com alguns passos simples:

  1. cinnamonConsuma canela diariamente. Uma a duas colheres de chá. Esse tempero tem sido amplamente estudado e confirmado como uma ferramenta eficiente na administração dos níveis de glicose no sangue, e pode ser um aliado bem importante contra a acne, principalmente para quem sofre com ovário policístico (detectado ou não pela ultrassonografia)
  2. Dê um tempo nos laticínios. Leite, manteiga, queijo, creme, e até iogurte normalmente são grandes causadores ou potencializadores de distúrbios digestivos e hormonais. Vá além, e também coloque de escanteio o gluten e a soja por um tempo. Normalmente, leva de 3 a 6 meses para percebemos o verdadeiro impacto desses alimentos no nosso organismo. (veja estratégias de como substituir laticínios aqui, e mais informações sobre gluten e soja aqui e aqui)
  3. Invista em um suplemento probiótico de qualidade. Pelo menos uma dose de 10 bilhões de organismos (lactobacilus e bifidobasctérias) por dia. Quem não tem intestinos funcionando em dia (de duas a três vezes) não consegue eliminar as toxinas e o excesso de hormônios, e isso tudo vai ter que sair por algum lugar, ou seja, a pele é quem sofre. Por isso, ter a flora intestinal muito bem povoada e repovoada todo dia é essencial. (veja mais informações sobre isso aqui, aqui e aqui)
  4. BEBA MUITA ÁGUA. Jamais vou cansar de repetir essa dica. Sem ela não tem pele saudável Melissa Setubalporque o organismo não consegue fazer suas funções básicas, não consegue eliminar toxinas, não consegue transportar e absorver nutrientes, não consegue combater a inflamação, ainda mais quando bebemos outros líquidos desidratantes e que desnutrem a pele como refrigerantes, café, e álcool (mais sobre a ligação sobre água e beleza aqui).
  5. Incremente sua alimentação com alimentos frescos e orgânicos. todo mundo sabe que comer mais vegetais e menos comida processada ajuda na saúde de forma geral, mas é imprescindível para quem sofre com as espinhas, pois precisamos dos seus antoxidantes para tratar a inflamação, das fibras para ajudar a eliminar as toxinas e o excesso de hormônios, e das vitaminas e minerais para a manter a saúde da pele. Comece tomando uma vitamina pela manhã como essa daqui e explore a categoria Receitas aqui do blog para aumentar seu repertório na cozinha prática saudável. E invista nos orgânicos para diminuir o consumo de agrotóxicos, antibióticos e hormônios artificiais.
  6. Revise seu ritual de beleza. A grande maioria dos cosméticos, incluindo os recomendados para peles oleosas e acneicas não apenas não trazem os resultados prometidos, como muitas vezes são tantos passos e produtos para usar, que desistimos depois de poucas semanas. Simplifique usando vinagre de maçã orgânico não-pasteurizado diluído em água (1 parte para 3) como tônico adstringente ao acordar e antes de dormir para diminuir a inflamação e evitar o surgimento de novas espinhas. Você também pode seguir outras dicas sobre o assunto lendo mais aqui e aqui.
  7. Melissa Setubal - Coach de Saúde IntegrativaYoga também é tratamento para a pele. Uma das principais funções da prática de yoga para o corpo físico, além de flexibilidade, força e relaxamento, é desintoxicar o organismo e equilibrar os hormônios, dois dos pontos-chave para uma pele saudável. Se você ainda não experimentou, comece com uma prática suave de hatha yoga (veja como aqui). Se você já pratica, incremente com práticas mais específicas para a restauração do sistema endócrino (veja como aqui).

Toda vez que eu me esqueço de um desses pontos, é certo que meu rosto e corpo voltam a ficar pipocados de pontos vermelhos e amarelos nada agradáveis de se ver. Por isso é tão importante entender que qualquer desafio que enfrentamos com a nossa saúde e a nossa imagem tem que ser encarado em diversas dimensões ao mesmo tempo, e que não existe uma pílula mágica que vá fazê-lo desaparecer, e sim uma escolha diária de expressar amor próprio no seu prato e nas suas práticas de autocuidado.

Outro Post

Receba novidades sobre meus conteúdos, cursos e serviços