Crowding Out, um “Congestionamento” de Opções!

Share this:

James Governale

Porque quando a maioria das pessoas ouve questões sobre comer de forma saudável, elas pensam do que terão que abrir mão?
Compreendo que realmente a maioria de nós pode ajudar a dieta através da eliminação de certos alimentos, mas essa não deve ser a única maneira de se conseguir uma alimentação saudável. Que tal introduzir novos alimentos em sua dieta? Alimentos orgânicos, naturais, nutritivos, os quais você gosta e por acaso também são saudáveis?
Frutas oferecidasSe ao pensar em se alimentar de forma saudável, você seguir uma linha de raciocínio do tipo: “ Bom, eu não poderei abrir mão de ___________” garanto que será um caminho longo e sofrido, pois há inúmeras coisas nas quais podemos pensar para preencher esse espaço em branco. Portanto, seguindo a linha de discussão sobre desejos, eu gostaria de introduzir o conceito de “crowding out”. É bastante simples. Acrescente novos alimentos à sua dieta e gradualmente com o passar do tempo você terá menos desejo de ingerir alimentos não-saudáveis. Tente sim, funciona. E esse conceito dá uma sensação de que você está acrescentando mais à sua dieta do que simplesmente  tirando elementos da mesma.
Pense nisso, quando alguém lhe diz para parar de ingerir algo é muito difícil, você reune suas forças e indaga – Quando tempo dura? O quão possível é para você parar de ingerir alimentos nos quais você constantemente pensa? É muito mais provável se fazer isso quando você está focado em se permitir ingerir alimentos novos, naturais e interessantes. É exatamente nesse ponto em que o conceito de “crowding out” opera suas maravilhas. Você se torna capaz de resistir aos alimentos que deseja porque você está com o foco voltado para as ínumeras opções que existem em termos de alimentação.
Sim, você pode comer frutas – maça, laranja, banana, morango – mas que tal kiwi, manga, mamão, abacate, abacaxi, côco, açai, goji (fruta rica em vitamina C),  e a lista é interminável. Você pode comer verduras – espinafre, brócolis, milho, cenoura – mas que tal, couve, nabo, batata doce, mandioca, bardana, beringela, couve-flor, abobrinha, e novamente a lista é interminável. Da mesma forma com grãos, nozes e legumes. Todos naturais, orgânicos.
Portanto, quando estiver se empenhando para se alimentar de forma saudável, não pense no sacrifício que terá que fazer – pense na enormidade de opções alimentares que lhe aguardam.

Outro Post

Aqui temos 5 comentários. Adicionar.

  1. Mel, hoje tive essas questões bem presentes. rsrs Dá uma olhada no texto que acabei de postar.

    Beijo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades sobre meus conteúdos, cursos e serviços