Dieta de baixa caloria = Dieta de baixa nutrição

Share this:

Você quer perder peso? A receita é simples: consuma menos calorias do que gasta. Qualquer médico, revista feminina ou amiga de plantão já sabem quais são os alimentos que serão sua única companhia durante sua dieta: Peito de frango no café, almoço e jantar (sem pele, lógico!), quilos de alface, enxaguados por litros de refrigerante diet/zero, certo?

ERRADO!

As comidas típicas de dietas de baixas calorias também são as mais baixas em nutrição. Assim, você acaba privando seu corpo não somente de energia como também faz ele entrar em desnutrição, desencadeando aquele famoso efeito rebote durante e pós dieta: você querer comer desesperadamente tudo que é muito calórico e rico em energia rápida, como doces e frituras.

Veja porque não é uma boa ideia continuar repetindo esse modelo:

  • Peito de Frango:

Se você é daquelas que come peito de frango grelhado no almoço e fatiado no pão do café-da-manhã e do jantar, você está incentivando seu corpo a engordar, ao invés de emagrecer. Além de não possuir quase nutriente nenhum (além da proteína), normalmente consumimos frango comprado no supermercado e produzido em escala industrial, ou seja, animais muito mal alimentados (como ele poderia ter uma carne nutritiva?), cheios de doenças e tratados com antibióticos e hormônios (que já foi provado interferem sim no organismo humano e estão ligados aos mecanismos da obesidade), muito maltratados e infelizes (imagine que energia ruim vem nessa carne).
E não vai pensando que peixe será sua salvação, pois os de criadouro, como tilápia, salmão, e outros sofrem dos mesmos problemas.

  • Refrigerante diet/zero

Pura química que somente desnutre seu corpo, causando uma série de problemas de saúde a longo prazo. Vou me concentrar em explicar somente os adoçantes artificiais usados, mas os demais ingredientes dos refrigerantes são um verdadeiro veneno para o organismo. Entram nesta categoria também grande parte dos produtos light/diet.
Há diversos estudos comprovando a ligação entre sobrepeso e obesidade crônicos e o consumo regular de adoçantes artificiais. Além disso, por ser uma substância artificial, ou seja, estranha ao organismo humano, nosso corpo não consegue processá-lo, e, dessa forma, tem que gastar muitos nutrientes para conseguir “lidar” com essas substâncias sem serventia. Elas inclusive se acumulam no fígado e outros órgãos e podem desencadear problemas sérios de saúde.
Tão ruim quanto consumir açúcar, muitos dos adoçantes artificiais foram criados por uma acaso, em laboratórios de criação de armas químicas de guerra, fertilizantes e pesticidas, e até hoje não foi provado que podem ser consumidos com segurança, pois começaram a ser usados há pouco mais de 3 a 4 décadas.

3. Alface

Antes de mais nada, alface é sim um bom alimento e contém poucas calorias. Porém o tipo mais comum consumido é o verde-pálido, que é o mais pobre em nutrientes e fibras. Você até pode continuar comendo a sua saladinha de alface, mas incremente com folhas verde-escuras como rúcula, agrião, couve, salsinha, e arrisque nas mais amargas, como escarola e radicchio, que são perfeitas para desintoxicar o organismo. Elas contem grandes quantidades das fibras, vitaminas, minerais e outros antioxidantes importantíssimos para nutrir o corpo e saciar a fome.

Então como comer para perder peso?

Os pontos principais são:

  • consumir alimentos dos mais naturais e menos processados possíveis, principalmente vegetais;
  • concentrar-se na qualidade nutricional dos alimentos e no tamanho das porções, ao invés de contar calorias;
  • e não ter medo dos carboidratos e gorduras, consumindo do tipo certo em todas as refeições.

Quer parar já de fazer dieta? Clique na imagem abaixo.

Dieta do Coma Mais banner

Outro Post

Aqui temos 3 comentários. Adicionar.

  1. Muito interessante sua reportagem, a partir de hoje não como mais frango de supermercado.

    • Maravilha, Gustavo. Fico feliz em poder contribuir para você ter uma alimentação mais saudável. Obrigada pelo prestígio aqui no blog. Volte sempre 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades sobre meus conteúdos, cursos e serviços