Histórias de Sucesso

Juliana Garcia, coach e escritora, cliente do atendimento de saúde integrativa individual

 

 

 

Olívia Barbosa, sex coach, cliente do atendimento de saúde integrativa individual

“Decidi experimentar o Coaching de Saúde para Mulheres porque estava tratando um problema hormonal que tinha afetado minha energia e humor. Já tinha lido alguns artigos da Melissa Setubal no Personare, e me interessei pela possibilidade de entender como modificar meu cardápio e meu estilo de vida me ajudaria a balancear meus hormônios.

Já conhecia outras modalidades de coaching, como o executivo e o pessoal/de vida, mas não tinha nenhuma referência sobre coaching de Saúde para Mulheres. A Melissa é uma das primeiras profissionais no Brasil a utilizar esta técnica, adotando uma abordagem holística para transformar a saúde física e mental dos clientes. Essa visão mais abrangente foi o que mais me agradou, pois queria ter um diagnóstico completo do meu quadro. Sabia as consequências do problema hormonal no meu corpo, mas queria analisar as causas daquele desequilíbrio e ter apoio profissional para lidar com os efeitos psicológicos delas.

Ao longo de oito encontros, realizados quinzenalmente, via skype, a coach de saúde compartilha orientações sob medida para cada cliente, ajudando a modificar padrões mentais, comportamentais e hábitos alimentares que possam estar impactando negativamente a saúde. Orienta e apoia a definição das metas de vida e sonhos a curto e médio prazo, sobre corpo, saúde, peso, estilo de vida e outras prioridades identificadas durante os encontros. Também oferece cardápios, listas de compras e receitas que ajudam muito a manter as orientações nos intervalos entre um encontro e outro.

Eu achava que o maior benefício do programa seria entender melhor o funcionamento do meu corpo e, assim, modificar o que estava causando o desequilíbrio hormonal. Mas, no decorrer dos encontros, compreendi profundamente a mim mesma e fui percebendo grandes mudanças no meu comportamento, não apenas com relação à minha alimentação e saúde, mas em todas as áreas da minha vida. Defini minhas metas para um, dois e quatro meses, nas áreas da vida que mais precisavam de atenção. Guiada pela coach, surpreendentemente fui alcançando meus objetivos de forma mais rápida e fácil do que imaginava. Fui encontrando equilíbrio no dia a dia e tendo mais tempo para me observar, para perceber onde eu estava me deixando de lado.

Eu vivia presa aos meus medos, à minha vontade imensa de fazer o bem para todos e me deixando sempre por último. Se alguém estivesse doente, eu era a primeira a marcar consulta médica, lembrar de fazer o exame, prestar toda a assistência necessária. Mas se fosse para mim mesma, poderia ficar para depois. E eu repetia esse padrão nas outras áreas da vida também. O coaching de Saúde Integrativa me ajudou a me colocar entre as minhas prioridades, a pensar em mim com amor, a me olhar por completo – celebrando minhas qualidades e conquistas; reconhecendo meus defeitos e falhas.”

“Sempre acreditei que nossa alimentação tem um poder enorme sobre nós, mas não imaginava que seria algo que pudesse de fato mudar minha vida para sempre e de uma forma tão tranquila e sem nenhum sofrimento (tipo dietas).

Procurei a Melissa por indicação do meu acupunturista, pois estava alguns anos tentando engravidar e não conseguia. Descobri que era portadora de endometriose, cheguei a fazer duas fertilizações, e depois uma cirurgia, mas sem nenhum sucesso para o meu objetivo. 

Fiz uso de várias medicações e quando iniciei o novo ciclo, para mais uma tentativa de finalização deu tudo errado.  Não conseguimos nenhum embrião, aí me bateu um desespero e ao mesmo tempo a ficha caiu,eu precisava limpar meu organismo. Depois dos hormônios me sentia poluída.

Resolvi parar com todo os tratamentos e dar um tempo. Então lembrei do acupunturista me dizer que tinha uma amiga, que fazia um trabalho muito legal com mulheres e o que ela me ajudaria muito. Então procurei a Melissa que, desde o inicio, foi maravilhosa, me acolheu e ensinou a cuidar de mim, de uma forma tão linda que me emociono de lembrar.

Lembro que na nossa primeira conversa, senti que aquele seria o caminho. Não para engravidar apenas, mas para cuidar de mim, me conhecer e me aceitar melhor. Na primeira semana, eu já estava completamente envolvida, apaixonada e focada. Comecei a me mergulhar em todo aquele material que ela me passava. Ficava doida para chegar o dia do nosso próximo encontro, pois queria saber mais e experimentar mais .

E rapidamente os efeitos começaram a aparecer, pois as cólicas e TPM que eu tinha por conta da endometriose foram desaparecendo de maneira visível. E a cada dia eu sentia dentro de mim uma força e uma aceitação natural.

Em dezembro, eu e meu marido fizemos uma viagem, fiz uma oração pedindo a Deus que me mostrasse se o caminho que eu tinha escolhido era o que eu deveria seguir. Em janeiro, comecei a passar mal e a minha menstruação atrasou pensei que o ciclo estava mudando, por conta da “limpeza”. Mas mesmo assim resolvi fazer o teste, depois de três dias de atraso da menstruação.

O teste quantitativo que deu positivo, mas com beta Hcg baixo. O meu médico pediu que eu repetisse dali 2 dias, que deveria ter dobrado o valor. Conclusão: a gravidez não evoluiu, mas eu estava com uma força dentro de mim que não me deixava desabar. Quando contei para Melissa o que tinha me acontecido, ela me fez uma pergunta que me fez concluir tudo, sem nem pensar: “Como você está está se sentindo?”

E eu respondi: “Ao mesmo tempo que sinto uma tristeza, sinto também uma alegria”. Eram dois sentimentos opostos que se misturavam, pois por mais que não tivesse evoluído a gestação, eu vi que eu era capaz de gerar, que meu organismo era capaz. Senti que Deus estava me dizendo sim, você está no caminho certo! Continue firme (claro muitas vezes eu ficava triste, com medo, insegura), mas nada que me tirasse o foco e a dedicação em cuidar de mim.

Em abril, a menstruação atrasou novamente, e eu e a Melissa acompanhando tudo pela temperatura. Quando deu quatro dias de atraso e a temperatura só aumentando, a Melissa disse: “Se amanhã a menstruação não vier, pode fazer o exame que você provavelmente está grávida”.

E assim foi… Tivemos nosso positivo, e hoje estamos aguardando a chegada de nosso bebê. Tudo perfeito e com muita saúde. Lembro que, quando conversei com a Melissa pela primeira vez, disse a ela que eu estava me dando de presente o Sistema Ame-se por Inteiro.

E hoje digo que foi o melhor presente que me dei, independente da gestação. Aprendi cuidar de mim e a me amar acima de tudo! e pude ter certeza do poder que os alimentos realmente tem em nossas vidas e no nosso organismo. Gratidão eterna Mel!”

 

Eu mal consigo descrever direito o que foi passar pelo SAPI com a Melissa Setubal, de tão grande foi a transformação na minha vida. Antes eu estava com bastante sobrepeso e não tinha energia pra nada, eu sabia que era o momento de mudar. Em vez de ir no tradicional combo nutricionista + musculação, resolvi investir em algo diferente, que eu acreditei que pudesse me trazer uma mudança mais duradoura que uma simples dieta. E trouxe.

Durante o programa, eu passei a me conhecer melhor, conhecer os sinais do meu corpo e da minha alma. O período de coaching não mudou só a forma que eu encaro a minha alimentação, mudou a forma que eu encaro a minha vida inteira. A cada descoberta no paladar eu descobria também algo sobre mim mesma. Durante o programa eu passei a cozinhar mais, com o intuito de comer melhor, e aconteceu algo totalmente inesperado pra mim: eu me apaixonei tanto pela cozinha e pela alimentação saudável que resolvi largar minha faculdade de engenharia, que eu fazia a 8 anos e me deixava totalmente infeliz, pra cursar gastronomia, minha paixão hoje.

Ganhei saúde e novos sonhos (e a energia que me faltava pra correr atrás deles). Eu aprendi a me amar tanto que hoje eu não aceito ter contato com algo que não vá me fazer bem, seja um alimento, um cosmético, um relacionamento ou qualquer outra coisa. 

As melhorias mais significantes foram a minha aparência em geral, que mudou (pele e cabelos com mais vida, o corpo mais delineado), minha autoconfiança e especialmente o meu novo estilo de vida, que respeita as minhas preferências e qualidades em vez de respeitar o que é da maioria ou “o que todo mundo faz”.

Ao longo desse processo, eu quis me afastar cada vez mais de tudo o que fosse químico e artificial e portanto, foi natural que eu resolvesse parar com o anticoncepcional. Com a ajuda da Melissa, eu pude perceber o quanto o anticoncepcional influenciava na minha saúde, especialmente a emocional, e a entender que eu não precisava continuar vivendo dessa forma.

Com o suporte dela, consegui passar pelo período de transição sem desistir (mesmo com a quantidade de espinhas que nasceram no meu rosto!). E hoje, eu sou uma pessoa muito mais bem-disposta, bem-humorada e pró-ativa. Não são características que relacionamos diretamente com o anticoncepcional, mas são as diferenças mais significativas que tive na minha vida até agor,a e que passaram a surgir imediatamente depois que decidi parar.

Portanto, o período que passei com a Melissa foi um ponto de virada na minha vida, uma grande bênção”.

 

“Antes de passar pelo SAPI eu me sentia muito perdida em relação à alimentação. Me sentia bombardeada com informações sobre alimentação em cada blog, site, instagram, revista, televisão, amigas: “isso pode, isso não pode, faz mal, engorda”. Fora a dificuldade em entender os rótulos com nomes estranhos, além do pão integral que tem como primeiro ingrediente a farinha branca.
Juro que achei que ia rolar uma mágica quando decidi fazer o coaching. Agora pensando, na minha cabeça eu achava que seria simples abandonar o anticoncepcional e começar a ter ciclos naturais, ter ovulação. . . . Achei que ia estar ovulando depois de 4 meses de programa. Hoje consigo perceber que tudo precisa de tempo, que a questão da fertilidade é muito ampla e profunda.
Mas sinto que a mágica feita pela Mel foi no sentido de me dar ferramentas, tanto de auto análise, quanto de estratégias alimentares para ajudar meu corpo a reverter a situação. Me sinto empoderada, passei pelo Petisco do Sistema Ame-se por Inteiro e pude entrar em contato com as orientações da Mel, e vi que estavam em sintonia com o que eu buscava. E me decidi por fazer o programa individual.
Outro fator que me motivou foi o depoimento de uma mulher que também é funcionária pública, falando que a vida dela continua do mesmo jeito, no mesmo emprego, com a mesma família, com as mesmas dificuldade, a grande mudança depois do programa tinha sido no modo dela se relacionar com tudo isso, achei maravilhoso.
Com a Mel, o stress em relação a alimentação diminuiu muito. Aprendi a enxergar a bio individualidade e a consciência de que a melhor alimentação é feita de alimentos de verdade. Abacate não engorda, não! Ele é excelente para minha fertilidade! Banana, castanhas, cereais, verduras não tem nomes estranhos na composição, nem conservantes.
O que aprendi e tenho colocado em prática: estou substituindo as embalagens plásticas por vidro, por exemplo, compro algum grão e já coloco em um pote de vidro. Estou me aventurando mais na cozinha e estou gostando muito disso. Aprendi novos temperos com a Mel, tipo cúrcuma. Hoje, minhas comidas são muito diferentes das da minha mãe, que só tempera com alho e cebola (não menosprezando as comidas deliciosas dela). Mas, sem medo de ser feliz, eu coloquei canela e cravo numa sopa outro dia, e quando minha mãe me dá alguma sopa eu coloco cúrcuma e salsinha picada.
S
alsinha picada é estratégia coringa! O marido faz um lanche, vai lá eu colocar salsinha picada dentro. Minha cozinha passou de um lugar inóspito a um cantinho carinhoso. Aprendi com a Mel a colocar as verduras na geladeira dentro de uma embalagem grande revestida de papel toalha que dura mais mesmo.
As indicações da Mel são sempre mirando o ideal, mas qualquer esforço já é considerado um avanço, e sempre procuro reforçar esse pensamento em mim. Tipo, precisa deixar o arroz integral de molho mas não deu, come assim mesmo; alimentos orgânicos são mais indicados, não deu para comprar, ainda assim é preferível comprar verduras na feira comum que deixar de comer. Aprendemos o objetivo, mas qualquer conquista é maravilhosa.
Meu carinho de supermercado mudou muito, não compro mais pseudo saudável, tipo nesfit. Posso comprar se tiver vontade, de forma consciente do que estou consumindo, não achando que estou fazendo a melhor escolha do mundo. Começo a ficar inchada e já recorro ao chá de erva doce.
Com a mudança na alimentação diminuiu a queda de cabelo. Não acredito mais que TMP, inchaço, cólica e outros sintomas são inerentes às mulheres e ao nosso ciclo, somos senhoras das nossas decisões. Hoje, me vejo mais esperta, atenta e feliz por conseguir mudar, por ter aprendido com a Mel, hoje consigo fazer de outra forma.”

“A procura por um programa como o coaching de saúde vinha de longa data, há uns 10 anos, quando comecei a enfrentar problemas com meu peso, meus hormônios e minha alimentação. Desde então, eu vinha procurando uma solução para os sintomas da SOP e do hipotireoidismo, depois do desânimo e do sofrimento de ouvir de absolutamente todos os médicos que eu estava bem tratada e que devia tomar anticoncepcionais. E continuava com os mesmos problemas.

Comecei então a procurar sozinha informações que pudessem me ajudar, talvez atirando pra todos os lados, mas buscando a melhora dos sintomas que me incomodavam. Ser profissional de saúde ajudou, mas sempre me senti andando no escuro. Quando comecei a acompanhar o blog, desconfiei que aquele programa era tudo que procurava e que poderia mudar minha vida.

E realmente mudou! Não é mensurável a transformação por que eu passei somente usando somente minha alimentação. Você sabe o que é procurar por algo a vida inteira, e finalmente achar? Aquela coisa que você mais desejava no seu coração? Realmente resolver o seu problema na raiz dele? Foi assim que aconteceu. Em poucas semanas eu tinha me livrado do cansaço e do sono que me deixavam improdutiva à tarde, controlei melhor minha TPM, me familiarizei e me conscientizei do universo que é meu ciclo menstrual e dos benefícios que tenho nele, estava com bem menos acne, em paz com as transformações do meu corpo e muita mais consciente dos alimentos que coloco no meu prato, incluindo aqui o fim do preconceito com alguns deles. Além de, é claro, inovar meus cardápios de forma gostosa e funcional.

Eu não tenho palavras pra expressar minha gratidão à Melissa pela ajuda na minha vida! Posso dizer que foi o melhor presente, investimento e contentamento que tive nos últimos tempos .”

“Nossos encontros passaram muito rápido, mas também foram bastante intensos. Muitas coisas aconteceram na minha vida nesse último ano e acredito, muitas delas boas e outras reveladoras. Digo reveladoras, pois quando você decide buscar o autoconhecimento, às vezes se depara com emoções ou padrões que não lhe agradam muito, mas que fazem parte de nós, e muitas vezes são necessárias para que possamos seguir em frente.

Na verdade, eu quis te escrever, pois muitas vezes não temos nem ideia do quanto podemos influenciar na vida de alguém, ou o quão bem podemos fazer a uma pessoa. Você foi uma pessoa muito especial que passou pelo meu caminho, e apesar de ter sido como um cometa, seus ensinamentos e carinho, andam sempre ao meu lado. Gostaria de agradecer muito a você pela melhora em minha saúde, que ainda está longe de alcançar os 100% (como perfeccionista que sou, nunca estou satisfeita! rs), e pela autonomia que alcancei no meu bem estar. Se resolvo comer um alimento que tenho vontade, mesmo sabendo do mal que irá me fazer, como de forma consciente, e o melhor de tudo, sei como posso equilibrar meu organismo depois, sem peso na consciência.

Consegui parar de tomar anticoncepcional, o qual tomava a três anos, e percebi o quanto ele me fazia mal e eu não sabia. Sempre busquei não tomar muitos remédios e levar uma vida mais saudável, mas o anticoncepcional veio para mim como uma solução para as espinhas que não tinha quando adolescente, mas que resolveram me atormentar na idade adulta. Tive muito medo que elas voltassem, mas o resultado que obtive foi muito melhor do que eu esperava.

Percebi que enquanto eu mantivesse minha dieta saudável, com muitas folhas verdes e sem lactose, minha pele ficava bem. E o mais legal, foi ver que as espinhas vinham quando eu estava relaxada com minha dieta a dias! Ou seja, um leite quente de vez em quando não me prejudica, mas sua constância sim. Enfim, ando bem contente com os resultados que venho obtido, mas sei que meu caminho ainda é longo.

Sempre tentei me alimentar bem, consumindo pães integrais, queijo minas, leite, vegetais e carnes. Fui diagnosticada com síndrome do cólon irritável quando tinha 25 anos, e não me conformava como eu poderia estar me prejudicando tanto, já que tinha uma alimentação considerada saudável. Eu me sentia cansada, indisposta e comer pra mim sempre era um problema, pois apesar de adorar uma boquinha, não conseguia me acostumar com a ideia de ter uma dieta restrita por sofrer de colo irritável…

Com a Melissa, aprendi mais sobre meu próprio corpo, como nossas emoções e sentimento influenciam na nossa alimentação e vice-versa. Aprendi a ser “pesquisadora” de mim mesma, analisando e observando minhas sensações após ingerir determinado tipo de alimento. Quando saio da rotina e percebo que não estou me alimentando direito e meu corpo reclama, não fico chateada por isso, pelo contrário, me sinto feliz por saber que já conheço o caminho para sair da crise e botar a casa em ordem.

Longe de estar no mundo ideal, continuo em busca de uma alimentação saudável e diversa, praticando o autocuidado e o amor própria a cada refeição. Obrigada Melissa por entrar na minha vida e por ser essa mulher tão especial.”

“É difícil pra mim descrever os benefícios que eu recebi com o Sistema de Saúde da Mulher sem parecer elogiosa demais, ou até puxa-saco. É que, realmente, dar início ao programa foi uma importante decisão que tomei, que mudou significativamente minha vida, em vários aspectos.

Eu sempre fiz dieta, a vida inteira, desde os 13 ou 14 anos, de todos os tipos e linhas possíveis e imagináveis, desde os mais sérios até os mais malucos. E nunca consegui manter o peso que julgava ideal por mais de 1 ano. Comecei o programa pensando, primordialmente, em perder peso com saúde e alimentação saudável. Mas os resultados que eu alcancei foram infinitamente mais abrangentes.

Dizer que passei por uma verdadeira transformação na maneira de me ver, de perceber o mundo e de lidar com a vida não é um exagero. É difícil descrever, mas fato é que eu sou uma pessoa diferente, e a meu ver melhor, em muitos aspectos. Agora escolho os alimentos que consumo com muito cuidado, comprando o mínimo possível de produtos industrializados, dando preferência aos orgânicos e atentando para o que é benéfico e o que não é indicado para mim.

Aprendi que a alimentação ideal é relativa para cada um, o que me levou a finalmente compreender porque dietas padronizadas (ou da moda) nunca deram certo pra mim. Hoje, 1 ano após ter terminado o programa, me sinto melhor em uma série de aspectos, me sinto mais segura em relação às minhas escolhas alimentares e de vida (estou me tornando vegetariana e não dou a mínima pra quem acha que isso é coisa de maluco), compreendo a função medicinal dos alimentos e acho, inclusive, que economizo com as compras, porque compro menos itens como guloseimas e industrializados em geral, já que optei por fazer escolhas mais naturais e simples – e por isso mais baratas – tanto na alimentação quanto na limpeza da casa (faço os produtos de limpeza eu mesma) e na rotina de vida mesmo (ando mais a pé, gasto menos água e energia, separo o lixo com mais cuidado, compro livros de segunda mão em sebos…).

Ah! Não posso esquecer de mencionar que uma das coisas que mais me surpreendeu em relação ao Sistema de Saúde da Mulher foi verificar, a partir dos experimentos realizados no decorrer do programa, como alimentos com os quais eu estava absolutamente habituada, me faziam tão mal. E mais: como eu nem percebia. Eliminar laticínios e ver banida a rinite fortíssima que me acompanhou a vida inteira, abolir cafeína e açúcar e me tornar uma pessoa muito menos ansiosa foram praticamente milagres pra mim!

Fora isso, ganhei uma grande amiga: eu e Melissa somos hoje super parceiras, em um montão de coisas, e estamos sempre nos apoiando mutuamente, o que por si só é um presente, afinal de contas, ter uma amiga que te entende perfeitamente e com quem é possível compartilhar angústias, vitórias e esquisitices (direto eu pergunto pra ela sobre a biodisponibilidade do feijão moyashi ou marco ela num post sobre o uso de produtos naturais como alternativa aos cosméticos tradicionais) é uma delícia!!!”

“Conhecer a Melissa foi uma revolução e tanto, que ainda reverbera no meu corpo, no meu ser e na minha mente. E também onde eu mais queria, no meu peso.

Comer sempre foi meu refúgio emocional e ela me ensinou como usar isso com inteligência, atrelando os conhecimentos passados por ela para todos os âmbitos da minha vida. Aprendi a gostar de ser mulher, aprendi a gostar do meu corpo como ele é, aprendi que não preciso ser escrava da pílula. Por causa de tudo isso, hoje sou uma dessas que veste a camisa “I <3 Melissa Setubal” e deseja que o maior número de seres, mulheres ou não, sejam beneficiados pelos dons que essa mulher tão doce, compreensiva e animada tem colocado no mundo. Sou eternamente grata a você, Melissa, por me ensinar a nutri-me ao invés de só comer (algo que nenhuma dieta nunca conseguiu).”

“Antes do programa, meu maior problema/frustração/desafio era a dependência emocional da comida, uma luta constante para não utilizá-la como refúgio ou recompensa dos meus sentimentos. E eu nunca obtive sucesso em substituí-la por nada que tivesse o mesmo efeito, até descobrir que eu não deveria substituir o ato de comer e sim o tipo de comida. A minha relação com a comida se dividia em Coisas Que Eu Gosto E Me Dão Prazer x Coisas Que Fazem Bem e Não Engordam.

E hoje comer ainda é a parte favorita do meu dia, mas agora eu sinto muito mais prazer em comer um jantar feito por mim e perceber como isso deixa meu corpo tranquilo e satisfeito do que devorar qualquer coisa que apareça pela frente. Acho que o sentimento é de realização.

O que eu mais desejava quando entrei para o programa era perder peso. Simples assim, ser magra sem me sacrificar ou depender de uma dieta para o resto da vida. Eu pagaria qualquer coisa para um corpo perfeito e um manual de mim mesma! Claramente eu recebi muito mais. Eu não sabia que eu não sabia as causas das minhas dificuldades. Eu não sabia que estava buscando a solução para o problema errado. Eu não sabia que eu não sabia a minha real necessidade, que era me equilibrar e parar de reprimir tanta coisa dentro de mim. Eu não sabia que eu não conhecia quase nada sobre ser mulher, e como isso coloca em perspectiva tudo o que eu achava que era certo e errado, o que eu precisava ou não.

Antes do programa da Melissa, não me passava pela cabeça largar o anticoncepcional. Usava a pílula há 3 anos e acreditava que era o método mais seguro para evitar a gravidez. Pouco mais de dois meses após o início do coaching, senti a necessidade de parar depois de estudar sobre o assunto e descobrir alguns efeitos colaterais preocupantes devido ao uso prolongado – especialmente para alguém com histórico familiar de problemas vasculares como eu. 

Acima de tudo, eu estava curiosa sobre como era o comportamento do meu corpo naturalmente, agora que eu tinha consciência dos ciclos pelos quais ele passava. A descoberta aconteceu (e ainda acontece) aos poucos. A cada ciclo reconheço mais facilmente as fases, as sensações e sentimentos característicos de cada uma. Aprendo a respeitar meu momento e confiar no que meu corpo quer me dizer. A confiança é especialmente importante porque meu maior medo ao parar a pílula era o de engravidar. Mas quanto mais ciente eu fico dos processos do meu corpo, mais segura me sinto em decidir como e quando ter relações, e isso é o que considero a verdadeira liberdade. 

Um momento marcante para mim foi meu primeiro ciclo regular completo, quando observei o muco fértil pela primeira vez sabendo o que ele significava. Lembro de me sentir completa, conectada comigo mesma. De ter o poder de decidir o que fazer com aquele momento e aquela energia. Nem sempre é fácil, às vezes os efeitos da TPM vem com tudo, mas nesse momento é que a consciência sobre o ciclo é tão importante: te ajuda a saber o que fazer, o que evitar, a buscar ajuda ou simplesmente a aceitar e saber que vai passar. Sou muito grata por todo esse conhecimento e pelo empoderamento que me trouxe ter essa autonomia sobre meu próprio corpo!

Portanto você, Melissa, apenas mudou a minha vida para muito melhor, só isso!”

“Antes de passar pelo coaching de saúde com a Melissa, eu vivia brigando comigo mesma, desvalorizava muitas das minhas aspirações e considerava os conflitos com meu corpo e minha aparência como verdadeiros obstáculos. Durante estes 4 meses, passei a ter mais consciência da influência do ciclo menstrual no meu organismo e nas minhas emoções, aprendi a escutar melhor o meu corpo e consegui abrir mão de hábitos e comportamentos que não me serviam mais, e que estavam ficando no meu caminho.

As melhorias que achei mais importantes no meu ciclo menstrual, na minha alimentação, na minha saúde e no meu bem-estar de forma geral foram aprender a ser mais flexível comigo mesma, entender melhor o caminho para fazer as pazes com a minha alimentação e minha aparência, assim como, a partir disso, ganhar autoconfiança para valorizar e buscar outros objetivos, não só em relação à saúde, mas também de crescimento pessoal e profissional.”

“Eu sempre tive dificuldade em ver o feminino como algo belo. Para mim, era sinônimo de fragilidade e frescura. Encarar o Programa de Saúde da Mulher foi uma maneira de fazer as pazes com a minha própria feminilidade. Procurei a Melissa no intuito de achar um novo caminho para atenuar minha cólica menstrual. Faz 20 anos que eu sofro com essas dores e, até hoje, só consegui resolver tomando pílula. Não queria mais isso.

Após os seis meses de programa, eu posso dizer que a cólica se tornou apenas uma das questões trabalhadas. Saí desse processo muito mais ciente das minhas capacidades profissionais, psicológicas, espirituais e, claro, físicas. Hoje, me vejo como um todo e trato do meu corpo com muito mais carinho. As dores ainda existem – a caminhada é longa – mas já não me apavoram e nem me fazem odiar a menstruação (e a feminilidade). Aproveito a sabedoria que ela me transmitiu sobre cada fase do ciclo para viver o meu melhor.”

“Aos 18 anos comecei a tomar anticoncepcional. O que eu queria, além de evitar a gravidez, era suprimir a menstruação. Odiava estar sujeita aos altos e baixos emocionais que ela me trazia, julgava que ela atrapalhava a minha produtividade, e o meu eu racional não tolerava isso. Na faculdade de Medicina essa decisão só foi corroborada pelas explicações e justificativas científicas de que como as pílulas atuais são seguras, etc, etc. Mas o que não era falado é que eram seguras em relação às menos modernas… mas e em relação a outras opções?

Em 2007/2008 eu já estava formada pela Faculdade de Medicina, concluído a Residência em Clínica Médica e a pós-graduação em Acupuntura. Foi somente após um curso sobre Ginecologia e Acupuntura que me dei conta do mal que estava fazendo ao meu corpo ao introduzir hormônios sintéticos. Mesmo assim, parecia que não havia opção…

Um pouco depois deste curso, minha mãe foi diagnosticada com câncer de mama. Foi um baque emocional fortíssimo e foi aí que eu decidi que bastava. Mas aí tinha que conversar com meu marido… Fui preparada para uma conversa dificílima sobre o uso de preservativos, explicando como a pílula e os hormônios me faziam mal. E ele simplesmente respondeu: “Claro meu amor! Se isso te faz mal eu não quero que você use. Vamos fazer o que for necessário.” Fiquei totalmente boquiaberta com a reação dele. Parece que quem estava apegada a ela era eu e não ele… Já minha mãe comentou que nunca conseguiu usar pílula, pois teve crises muito fortes de enxaqueca e vomitava.

Hoje já são 6 anos sem pílula. No início foi difícil, me ¬sentia na adolescência de novo… Os altos e baixos emocionais que eu tanto queria evitar voltaram com tudo, mas eu compreendia que eram meus hormônios naturais tentando chegar a um equilíbrio, o que aconteceu em alguns meses. Hoje tenho uma compreensão completamente diferente do que é a feminilidade e estar submetida aos ciclos menstruais, e com a ajuda da Melissa fui aprendendo a valorizar essas fases, usá-las a meu favor e a encontrar poder nelas, ao invés de tentar me masculinizar e suprimir essa parte tão central de mim mesma…

Existe vida sem pílula! E muito boa, obrigada”

Sobre o coaching individual:
“Sempre lidei com problemas de pele, tais como acne, dermatite, oscilações de humor, infecções no rim entre outras “doenças do stress”, porém, antes de iniciar o Sistema de Saúde da Mulher, eu nunca tinha parado para pensar que a alimentação poderia estar tão conectada a estes sintomas ou ao meu ciclo menstrual, e muito menos que eu poderia sofrer com TPM sou até, das influências do uso prolongado do anticoncepcional no meu corpo e comportamento.

Pouco a pouco, a partir dos encontros quinzenais, pude atentar sobre a importância de me alimentar melhor e colher os resultados de forma muito concreta, as espinhas e descamação na pele deram lugar a uma pele melhor, foi possível identificar quando e por que eu sentia mau humor, enjôo, tonturas e todos os excessos que cometia sem perceber.

Por meio dos experimentos alimentares, descobri alternativas que me faziam sentir melhor e reduziam o desejo de consumo de tudo que aumentava os sintomas do ciclo menstrual. Além disso, a partir de pequenos hábitos inseridos na rotina de forma gradual, passei optar por alimentos de forma mais consciente e indo ao encontro das necessidades do meu corpo, tomar água, comer mais vegetais (sobretudo os verdes escuros), e aprender a cozinhar alternativas saudáveis e saborosas em detrimento ao ‘prático’ fast food.

As melhorias mais significativas do coaching de saúde foram a ampliação da consciência corporal, melhor qualidade de vida, e o início do processo de aprender a me culpar menos e lidar melhor com as inconstâncias da vida. Acredito que o programa me ajudou muito no desafio do autoconhecimento e que a Melissa pode ajudar muitas pessoas a se perceberem de forma mais completa”.

Sobre o coaching em grupo:
“Quando entrei para o Sistema Ame-se por Inteiro, já havia passado pelo Sistema de Saúde Integrativa da Mulher, sendo assim esperava muito pouco do programa, visto que já havia feito 2 ciclos do coaching individual, entretanto o programa em grupo comprovou que junto com outras pessoas é possível aprender bastante a partir das trocas entre as participantes. Além disso, os materiais me ajudaram na ampliação das percepções acerca do autoconhecimento e, por conseguinte, ciclo menstrual e alimentação. Agora, sinto-me mais disposta a cozinhar, reflito sobre como vou alimentar meu corpo e alma. Experimento e ouso na cozinha superando o paradigma da mulher “dona de casa” e percebendo o novo papel que desempenho de mulher bem resolvida, que trabalha, estuda, cozinha e se preocupa com bem-estar.”

 

Após trabalhar com a Melissa durante alguns meses, fazendo o seu programa de coaching individual do Sistema de Saúde da Mulher, finalmente consegui implementar na minha vida algumas atitudes que sempre almejei ter, como alimentação saudável e equilibrada. As desculpas ficaram para trás e agora as idas à cozinha são para preparar pratos saudáveis e naturais, e não mais para atacar alguma guloseima industrializada na geladeira. Aprendi a controlar minha ansiedade em sempre fazer ‘tudo ao mesmo tempo agora’ e me permitir relaxar quando necessário – isso quer dizer também falar não quando necessário e tirar uma soneca no meio da tarde sem me sentir culpada. O melhor de tudo foi fazer as pazes com o espelho, agora eu dou um sorriso para ele e recebo uma piscadinha de volta.

 

 

Escrevo este depoimento com um sentimento de gratidão, amor e a certeza de estar onde deveria estar. É difícil colocar transformações tão amorosas dentro das palavras.

Comecei o programa de coach de saúde com a Melissa em busca de uma educação alimentar e de equilibrar alguns desajustes hormonais. Mas o caminho que seguimos nesse um ano foi muito além da alimentação. O programa transformou toda minha vida e a forma de me relacionar com amigos, família, trabalho, saúde e principalmente comigo mesma!

Já no início, ainda em grupo, um mundo se abriu muito além da comida. Primeiro a sensação de liberdade de poder excluir a palavra dieta do meu vocabulário, tirar a obrigação de atividade física regular e poder jogar fora tantas obrigações impostas pela sociedade.

Hoje, continuo morando no mesmo lugar, com os mesmo companheiro, trabalhando no mesmo emprego, saindo com os mesmos amigos e mesmo com tudo igual agora é tudo diferente. A vida foi ressignificada. Faço tudo com mais amor porque aprendi a me olhar de forma mais amorosa.

Ah e a comida? A comida… Eu sou uma pessoa que ama comer! E que ama comida! E que continua comendo! Só que agora com olhar mais amoroso e mais consciente.

Posso afirmar que hoje vivo muito mais feliz, mais livre e vendo claramente outras transformações acontecendo em diversas áreas da minha vida. Tenho certeza que o acompanhamento da Melissa foi um grande presente. Muita gratidão à Melissa e a todos os caminhos que me levaram até ela!

 

“A alimentação eu fiz varias mudanças: de manha não como pão nem tomo derivados de leite, tenho investido em salada de frutas, pão sem gluten e geleia de frutas. Hoje tomei suco de beterraba com cenoura e laranja. Não tenho comprado mais carne e frango para comer a noite. Temos comido peixe e experimentamos até peru hoje.

A salada também tem mudanças: radicchio, agrião ao invés de alface toda vez! E no refeitório da empresa, continuo de olho no rabanete, nabo, arroz integral e principalmente nos grãos, que antes nem faziam parte da minha alimentação!

Enfim, não pretendo voltar a tomar pílula jamais. Detalhe: a vida a dois vai bem também! Bem menos brigas e cobranças! Estamos mais tranquilos!

Na empresa as coisas vão bem. Estou menos ansiosa e mais confiante. Continuo com dificuldades, mas acredito que estou numa fase muito melhor!”

“Os principais desafios que propus para a Melissa ao longo dos 4 meses foram melhorar a prisão de ventre, comer mais devagar, diminuir a fraqueza e fome que eu sentia entre uma refeição e outra, diminuir o mal humor e irritabilidade na TPM, entre outros.
Além de me alimentar melhor posso afirmar que consegui melhorar esses hábitos que mais me incomodavam sem mudanças drásticas, mas que somadas me ajudaram muito.

Hoje meu intestino funciona com mais frequência durante a semana, entendo que nos mulheres somos cíclicas mapeei essas oscilações e  com isso diminuí a cobrança para com meu organismo e o mal humor na TPM. Incluir verdes escuras e carboidratos complexos na alimentação também ajudaram a manter ativa por mais tempo sem depender tanto do café, que apesar dos benefícios, também atrapalha na minha ansiedade e estresse.”

 

Como eu estou numa “pegada natureba” e de autoconhecimento, tenho evitado medicamentos alopáticos quando eu posso. Enfim, eis que surge em minha mente alguns pensamentos que me ajudaram a tomar a decisão de parar com a pílula: “não é possível que exista só isso, não é possível que a pílula seja a única solução para resolver o problema, não aceito ficar tomando medicamentos que me desconectem do meu corpo e do meu ritmo e deixar isso acontecer por tantos anos até que a menopausa chegue.

No mesmo dia que resolvi parar de tomar, acho que foi um sinal do universo, apareceu no meu Facebook um post que alguém havia compartilhado sobre o trabalho da Melissa Setubal. Encarei mesmo como um sinal do universo, assisti todos os vídeos dela no canal do youtube, e me inscrevi num programa de coaching em grupo que ela oferece, para assim, não me sentir tão sozinha e isolada com todas as mudanças que poderiam acontecer com a decisão de parar a pílula.

Nesse projeto de coaching que eu participei, você é inserido numa comunidade super bacana com muitas outras mulheres que passam pelos mesmos medos, desafios e dúvidas. Todo mundo é super compreensivo e ninguém está lá para julgar ou ser intolerante. Além disso, recebi aulas teóricas e explicativas sobre a saúde da mulher e as fases do ciclo para ampliar a consciência.

O foco da Melissa é apresentar soluções práticas que podemos seguir no nosso dia a dia para minimizar o efeito dos hormônios ou até mesmo equilibrá-los (que são os grandes vilões quando em desequilíbrio) através de uma alimentação mais saudável (e nisso ela é expert rss, fornecendo várias receitas para comermos os alimentos corretos para cada fase do ciclo), que aspectos observar na nossa conduta, pensamentos, e logicamente como nosso corpo está reagindo durante todo o mês.

Isso tudo permite conhecer melhor nosso corpo, nossas fases e com isso aumentar a percepção para quem quer engravidar saber exatamente o momento certo para engravidar, quem não quer engravidar também ter essa ferramenta a disposição e para quem tem problemas de mioma, TPM, ovários policísticos, excesso de espinhas, entre outras coisas,  é uma chance de fazer mudanças na rotina e obter resultados significativos.

Alguns casos, realmente, só com alimentação e algumas mudanças de comportamento não são suficientes para reequilibrar as glândulas e com isso todos os problemas citados acima, mas é uma alternativa natural para se tentar antes de se submeter a procedimentos ou uso de medicamentos que muitas vezes não são tão necessários.

Já se passaram 3 meses e agora posso vir aqui falar com propriedade sobre os resultados e como estou me sentindo descrevendo o que foi importante para mim durante esse tempo:

– Psicologicamente, me senti mais segura por ter um profissional dando dicas e sempre que tinha dúvidas ela estava lá para esclarecer. Então, isso é muito reconfortante do meu ponto de vista, visto que aqui em Londres ainda não conheço muitas pessoas/profissionais se precisar de ajuda.

– Muito bom ter um suporte ou guia com as receitas, dicas de alimentação para cada fase do ciclo me ajudou a fazer as compras certas no mercado e realmente funciona. Tem uns alimentos usados em algumas receitas para fase da TPM, como por exemplo o uso de cacau, que é perfeitos para saciar a vontade de doce e comer sem culpa.

– Aprendi o que observar no corpo e estar mais atenta as emoções.

– Aprendi outros métodos e ferramentas para uma contracepção mais consciente que envolve perceber o próprio corpo como por exemplo o método sintotermal, que precisa ter em mãos um termômetro basal para medir a temperatura corporal todas as manhas e registrar depois em tabela específica ou utilizar a tecnologia dos aplicativos de celular. O KINDARA ajuda nisso. É possível anotar as mudanças do fluido cervical, a temperatura basal, e o colo do útero e assim saber os períodos do mês que em que se está fértil ou não. Ainda não comprei o tal termômetro e continuo fazendo uso de um outro app que já usava antes que é o FLO mas esse é mais básico e não dá pra anotar a temperatura.

Essas são só algumas dicas do que é possível aprender e estou compartilhando as que mais me interessaram, então se achar necessário entre em contato com a Melissa. ;D

“O Programa Contracepção Consciente é um mergulho no autoconhecimento feminino. Foi a minha entrada em um universo de informações que nunca aprendi durante a vida. Conhecimentos que não nos são ensinados e quando estão disponíveis na maioria das vezes é de forma incompleta ou parcial. Há muita informação de boa qualidade na Internet, assim como existem muitos bons profissionais que podem nos orientar.

A dificuldade é ‘costurar’ todas essas informações e saber em quem confiar. Saber a fonte pesquisada. Em meio a tanta informação solta e desencontrada é difícil saber qual caminho escolher. A Melissa Setubal é a pessoa que costurou essas informações e nos oferece um conhecimento fundamentado. A Melissa apareceu no meu caminho quando optei por parar de tomar a pílula, mas não sabia como lidar com as consequências dessa escolha – que são muitas e envolve todas as áreas da nossa vida, pois aprendi que não somos seres fracionados, somos seres integrais, holísticos.

Depois de fazer um curso da Mel sobre alimentação prática e saudável para o dia a dia e ver seu vasto conhecimento sobre o tema, sua responsabilidade e cuidado com cada informação repassada e sua constante menção ao ciclo menstrual feminino, não tive dúvidas de que ela seria minha mentora nesse processo de transição para a vida sem pílula.

A Melissa é uma profissional qualificada e preparada. Além do domínio sobre o conteúdo que ensina, ela segura nossa mão e nos dá todo o suporte emocional necessário. Ela está ali, todo dia pronta para tirar nossas dúvidas e nos acolher com suas palavras. E o principal (aquele velho, porém verdadeiro clichê): ela não quer nos dar o peixe, mas nos ensinar a pescar. Nos sentimos empoderadas! Não mais reféns de profissionais que nos digam o tempo todo o que fazer ou não fazer. Agora somos nós as protagonistas das nossas escolhas. Aprendemos a conhecer o nosso corpo de mulher.

No curso somos instruídas a fazer nossas escolhas de forma totalmente consciente. Ainda que seja optar por continuar usando o anticoncepcional ou comer alimentos não muito favoráveis a cada fase do ciclo e à nossa saúde como um todo, aprendemos a enxergar em nosso corpo físico, mental e emocional as consequências das nossas escolhas, sejam elas boas ou rins. O que é empoderador!

O objetivo da Mel não é ‘vender o seu peixe’ e sim disponibilizar conteúdo de qualidade para nos capacitar a escolher o que é melhor para nós, respeitando nossa bioindividualidade. Tem sido um aprendizado constante. Quanto mais me beneficio, mais quero aprender. Agradeço imensamente a Mel por toda a sua dedicação, disponibilidade e acolhimento! Já fiz alguns cursos online respeitados, mas este foi o que mais senti a presença, a entrega e o amor do mentor por aquilo que oferece. Gratidão!”

“Eu procurei o trabalho da Mel por indicação da minha coach quando decidi realmente parar o uso do anticoncepcional e cuidar de mim, da minha saúde e buscar estratégias de prevenir uma gravidez e ter um ciclo menstrual mais saudável através de uma alimentação nutritiva e de métodos contraceptivos mais naturais. Ao longo do curso eu ganhei mais consciência do funcionamento do meu corpo e fiz essa reconexão com o meu feminino. Entendi e abracei cada semana do meu ciclo, olhei e senti com cuidado cada sinal que o corpo me deu e como cada emoção se comportava. Me permiti ser eu mesma e usar tudo o que tenho ao meu favor. Achei lindo o movimento de utilizar alimentos mais potencializadores em cada fase do ciclo. Lindo esse olhar da natureza externa dentro da nossa natureza feminina. Sou apaixonada pela brincadeira de comer bem e comer o que nutre o corpo, a alma e o coração.

Os meus melhores resultados foram: saber lidar com os sintomas que aparecem após a retirada do AC, e isso quer dizer amar cada um deles e olhar pro que cada um deles me dizia (as espinhas que surgiram de uma vez e agora estão controladas; os cabelos ressecados e a variação de humor); os alimentos que eu não sabia que podiam sermeus melhores aliados para ajudar na produção dos hormônios e a segurança de que posso eu mesma controlar meu ciclo e futuramente, quando ele estiver mais regulado, não ter tanto medo de uma gravidez indesejada.”

“Estava há algum tempo em uma busca poruma vida mais simples em todos os aspectos. Foi quando percebi que tomar anticoncepcional não tinha coerência com essa busca, além disso estava com sintomas como desânimo, falta de libido e inchaço. Como eu já sabia que meu ginecologista não me apoiaria, comecei a pesquisar na internet e encontrei o site da Melissa, dias antes de uma aula ao vivo! Foi um achado!!! Assisti a aula e em seguida me inscrevi no programa!

E assim iniciei a jornada de reencontro comigo mesma, de autopercepção do meu corpo e de seu funcionamento. Hoje, ao final do programa, sei que tenho um longo caminho a percorrer, mas posso dizer que além de aprender a me nutrir através da alimentação, e de aceitar e amar as mudanças durante meu ciclo, o principal aprendizado foi o de ter compaixão por mim mesma! Sou infinitamente grata à vida por ter colocado a Melissa em meu caminho!”

Antes de conhecer o trabalho da Mel, não sabia nada a respeito de ciclo feminino, ovulação, muito menos de método de percepção, e tantos outros temas abordados neste curso. Cheguei até a Mel, exclusivamente porque as celulites me incomodavam muito, e li um artigo do meu personal trainer, que a dificuldade de ganho de massa magra poderia estar ligada ao anticoncepcional, foi buscando responder essas dúvidas, que encontrei a querida Melissa.

Agora percebi que nestes 2 meses que entrei para o curso da Mel e parei o AC, minha celulite diminuiu, minha libido voltou. A pele parece que está um pouco mais oleosa, e meus hormônios estão voltando ao normal, inclusive me sinto eu novamente, tendo que reaprender a lidar com as emoções, mas com o apoio da Mel me sinto preparada para encarar tudo isso com muita naturalidade. Com o material que a Mel disponibilizou ficou bem fácil pra mim que já procuro cuidar da minha alimentação, e sempre busco ser saudável, usar também os alimentos em favor do ciclo menstrual. Tenho 33 anos, e me sinto uma nova mulher, muito mais empoderada sobre minha vida pessoal, profissional e cíclica. Sou mais feliz do que eu era há 2 meses atrás, e só tenho a agradecer a Mel por todo o apoio.”

“Antes de conhecer os produtos, serviços e acompanhar as informações divulgadas, eu queria acreditar que na verdade não havia nada errado com a pílula e que isso tudo era bobagem. Seria bem mais fácil continuar a pílula. E o que me surpreendeu foi ver as pequenas mudanças que foram ocorrendo em tão pouco tempo, em questão de libido e disposição. Outra grande surpresa (essa negativa) foi descobrir que eu também tenho TPM (depois de 11 anos de AC, eu não me lembrava de já ter passado por isso).

Felizmente não tive tantos problemas físicos, como oleosidade, etc. Agora eu estou tentando melhorar mais a minha alimentação e aprender sobre mim mesma, meu corpo e suas particularidades. O mais melhorou foi o aumento da libido, a diminuição do inchaço e maior disposição. Ainda estou no começo e tenho um longo caminho a percorrer, ciclo a ciclo eu vou chegar lá!”

Quando assisti a palestra da Melissa no Simpósio de Saúde da Mulher, logo me identifiquei com ela e com o jeito simples dela demonstrar o quanto é fácil mudar os hábitos com determinação. Daí entrei em seu site e me inscrevi no Petisco, buscando uma forma de me libertar de vícios alimentares e de começar a cozinhar pra mim e pra minha família de maneira mais simples e rápida, porém, não menos saudável.

Com o Petisco do Sistema Ame-se por Inteiro, fui alcançando meus objetivos, consegui até mesmo em uma viagem aos EUA escolher os alimentos certos em detrimento aos fast foods. Fui deixando o vício pelos carboidratos e estou deixando o glúten de lado. Isso pra mim foi um grande avanço. Ainda tenho muito para melhorar, mas já considero uma grande vitória os hábitos adquiridos com a ajuda da Melissa e do Grupo do Face do Petisco. Hoje me sinto bem mais disposta, bonita e feliz.”

“Antes de conhecer a Melissa, meu jeito de comer era muito desordenado e monótono, muita comida rápida e industrializada que me dava prazer na hora, mas logo ficava pouco satisfeita e incomodada. Agora eu cozinho mais, com prazer, tirei a comida industrializada, e gosto de comer frutas e verduras, de tomar sucos naturais em vez dos de garrafa, e me sinto com mais energia e melhor humor.

O que eu mais gostei foi descobrir um mundo novo de sabores, com seu apoio e orientação. As melhorias mais significativas na minha alimentação foram: acabar com as dietas restritivas, conseguir emagrecer e manter o peso sem passar fome e ter prazer em comer, no meu ciclo menstrual consegui ficar menos inchada, acabei com as dores de cabeça, e melhorou notavelmente minha TPM.

Agora me olho no espelho sem críticas , aceitando-me e amando-me assim como sou eu. Na verdade, não tenho palavras para agradecer ter encontrado a Melissa no meu caminho e com seu acompanhamento, conseguir apreciar a comida saudável e tornar-me una pessoa mais feliz!!!!

“Antes de passar pelo Sistema Ame-se por Inteiro – Petisco com a Melissa Setubal, estava em busca de um sistema de vida mais saudável, revitalizante e menos estressante. Em que não tivesse que ficar indo a inúmeros especialistas para melhorar minha disposição física que estava comprometida pela fibromialgia e fadiga crônica. Buscava um novo estilo de vida, sem proibições nem dietas restritivas, motivado e cheio de energia.

Encontrei exatamente o que procurava no trabalho desenvolvido pela Melissa. Agora aprendi a me nutrir, não apenas fisicamente, como emocionalmente também! Estou conseguindo me alimentar melhor, me motivar, aceitar, perdoar e acolher. As melhorias mais significativas foram: o aumento do consumo de alimentos altamente nutritivos; o aumento da minha motivação em todos os aspectos; a mudança de comportamento durante o ciclo menstrual e a melhoria da minha autoimagem – independente de alterações de peso, estar maquiada ou não e do corte ou cor dos cabelos.”

“Apostei no Petisco do Sistema Ame-se por Inteiro num misto de esperança e medo, por tantas experiências difíceis com o espelho e com a alimentação que já tinham me deixado marcas profundas, e também por um desejo enorme de encontrar um caminho diferente, que me deixasse finalmente feliz. Algumas coisas me espantaram rapidamente… A percepção clara de que a substituição de alguns alimentos por outros mudava meu humor, minha disposição, meu processo de digestão foi incontestável! Mas o que mais me interessou foi ver isso acontecer comendo alimentos que nutrem meu corpo e minhas emoções… E chega dessa história de não comer abacate porque tem gordura, ou de nunca comer um doce sequer… E descobrir doçuras saudáveis foi uma das melhores permissões a mim mesma! (Além disso vi, espantada, minha vontade me comer doces diminuir… )

Sempre gostei de cozinhar , e sempre me alimentei de modo aparentemente saudável. Mas o que descobri é que o conceito de saúde que reduz o ato de alimentar à fórmula “quanto como, quanto gasto”, ou à contagem de calorias e ao consumo de produtos diet e light são um equívoco cruel de nossa cultura. E vivemos presos a um jeito padronizado de viver e de comer que nos adoece dia-a-dia, tirando nosso prazer de quase tudo.

Assim, minha mais importante libertação durante este processo de autoconhecimento e mudança começou com perder o medo de comer, passou pela aceitação do meu corpo como um organismo, mais que uma imagem no espelho (da qual ainda não gosto, e tudo bem! Aceitar não é isso!), e chegou na possibilidade viver com mais leveza, encarando os desafios com pessoalidade e amor.”

“As 3 melhorias mais significativas no meu bem-estar de forma geral foram: transformei a forma de lidar com a minha alimentação, meu intestino agora funciona direitinho e tenho disposição pra fazer tudo o que quero! Eu amei!”

 

“Desde os 20 anos mais ou menos ( hoje eu estou com 33) eu sofro com a balança e com problemas na autoestima. Eu achava que o processo de emagrecimento e o fenômeno de estar feliz tinham a ver com capacidade, força de vontade. Por causa disso, eu sempre me frustava ou me achava uma fracassada, porque eu não consigo emagrecer e nem tampouco me olhar no espelho e me achar atraente e satisfeita com o meu corpo. Quando eu descobri a Mel e o Sistema Ame-se por Inteiro foi incrível porque eu pude aprender que existem estratégias possíveis (nada daqueles milagres de dietas da lua, do sol, da terra etc etc), saudáveis e “normais”. Esse normal é no sentido de que, com a Melissa, a gente aprende que sendo comida de verdade, tudo pode, ou seja, não há uma dieta restritiva, mas pelo contrário , o seu leque que opções fica absurda e deliciosamente mais amplo. O que fica mais ampla também (aliás, é a melhor parte) é a nossa mente. A gente aprende tanto que conseguimos entender e dar significado ou sentido para várias sensações para vários sentimentos. E é tão bom quando as coisas fazem sentido, quando se compreende o porquê.

“Brincadeiras à parte, eu era a pessoa TPM!  A TPM e todos os seus efeitos era uma velha conhecida minha. E eu nunca imaginei que pudesse de fato viver sem sentir todos aqueles desconfortos, altos e baixos de humor, fome voraz, enfim, todos estes sintomas que nos faz querer sumir do mundo por alguns dias. Procurei a Melissa após acompanhar algumas postagens e posso te garantir, está fazendo a diferença.

Participando do seu programa, descobri que sim, era possível passar por este período sem este sofrimento. Quase não tenho mais sintomas de TPM. E menos de 2 meses de acompanhamento! Caramba, ela apareceu na hora certa, porque já não acreditava em solução. E então, com os cuidados certos, que inclui a alimentação adequada, o carinho e aceitação por cada momento, com o autocuidado, como ela diz, descobri que posso sim ser feliz e me sentir amada, durante o mês todo. São pequenos passos, que feitos com consistência, trazem resultados rapidamente.

Hoje me sinto mais leve, percebo minhas emoções e me acolho. Também emagreci neste pouco tempo, me sinto disposta e confiante. Além disso, aumentou minha autoestima, enfim, só vantagens! Não quero parar. Gratidão, Mel. Gratidão as pessoas que me levaram até você!”

“Antes de passar pelo SAPI Petisco com a Melissa Setubal, eu acreditava que comer alface já garantia a minha porção de verduras do dia. Agora, eu procuro variar ao máximo as minhas folhas, sempre dando preferência às de cor verde escura. Essa é só uma das mudanças na minha alimentação, que hoje também inclui mais raízes e abóboras no dia a dia e um café da manhã mais variado, as vezes sem pão, outras sem lactose, etc. Para além da questão alimentar, o seu trabalho sobre saúde integrativa, amar-se por inteiro e entender a feminilidade foram essenciais para que eu quisesse promover uma real mudança na minha relação com o meu corpo e com o espelho. Me sinto mais acolhedora comigo mesma e isso é fantástico! Sou muito grata!”

“Tenho intolerancia à lactose e apesar de não ter alergia, reagi muito bem à retirada do gluten da minha vida, além de ser vegetariana. Nada disso impede meus treinos longos ou desgastantes, acho até que me deram mais disposição e energia. Como gosto de cozinhar, sempre estudei muito à respeito, receitas, etc. Fiz os workshops de culinária, pois o tema me interessava, mas sinceramente não achei que acrescentaria tanta coisa nova e boa!

O método da Melissa é super descontraído, além de didático, o que proprociona aprendizado pra qualquer pessoa, mesmo quem não entende de cozinha, e sem ficar chato pra quem já não é mais tão iniciante. Formas novas de ver alguns alimentos, informações importantes e dicas preciosas. Enfim, o programa não é só pra quem tem algum problema de saúde, mas também pra quem procura se alimentar, se entender e assim viver melhor. Pretendo fazer outros sempre que puder e super recomendo!”

“Quando fiz os Cursos “Cozinhe Expressa – comida pronta em 30 minutos ou menos” e “Cozinhe em 3 horas para a Semana inteira” não sabia que uma nova porta se abriria. Antes, eu me considerava uma ignorante em termo de comida saudável, e esses cursos foram motivadores nesse sentido, pois já conhecia a Melissa e seu trabalho. Por exemplo, a nutela caseira, curou minha TPM, sem contar que é uma delícia, nutre, e ficamos felizes.

Fazer os cursos incentivou-me a ter mais prazer em cozinhar. Eu já apreciava, mas ter tido as dicas da Melissa no curso, trocar idéias, conhecer pessoas novas foi um estímulo muito maior. Mal via a hora de poder ir a feira e comprar os ingredientes. Comecei a ter mais prazer em comer, percebi que antes eu engolia a comida, tratava como se fosse uma massa entrando em meu corpo para me abastecer e ponto. Agora não consigo mais ver desta forma, penso em nutrir o meu corpo com amor, nutrientes e alimentos saudáveis. Na medida do possível, tento estar em um ambiente calmo e se não for possível, tento acalmar o que estiver ao meu redor. Pois é um momento meu de amor comigo mesma.

Adorei reconectar-me, pois antes só tinha prazer em cozinhar se não fosse somente para mim, agora ADORO cozinhar somente para mim, esse prazer é inigualável. Hoje, passei horas cozinhando, ganhei até uma bolha no dedo de tanto cortar legumes, mas nada comparável ao prazer desta terapia maravilhosa que foi passar esses momentos entre o calor dos alimentos sendo cozidos, entre os aromas e a alquimia que acontecia. Eu estava tão envolvida, que meu marido sentia o cheiro e disse: “- Hum… o cheiro está delicioso!”

Não fiz todas as receitas do curso, mas os cursos me deram asas para criar, e junto com as preciosas lições da Melissa, entrei num mundo onde pude fazer minha própria alquimia. O lado bom é que percebi que estou emagrecendo, mas vejo isso como conseqüência de voltar para mim, de me amar e principalmente de me “nutrir” de corpo, alma e espírito, muito diferente de comer para satisfazer uma necessidade fisiológica.

Gratidão pelo aprendizado, isso só faz aumentar meu interesse em aprender mais e mais. Continue com esse lindo trabalho, ele muda a maneira de encarar a vida e o mundo. Beijo enorme. Namastê.”

O que mais me cativou, (é que a Melissa) não é nem um pouco agressiva em relação às escolhas que outras pessoas fazem, nem em relação a suas escolhas. Não força as escolhas dela sobre ninguém e nada daquela coisa de te crucificar porque você come pão ou toma um refrigerante ocasional. Ela mostra opções a tudo isso, e dá várias explicações ao porque a gente fica na fissura por alguma comida.

Lendo a proposta, fiquei bem interessada, por ter uma abordagem holística da desintoxicação. Não olhando somente para a parte alimentar, o cardápio, o que pode ou não pode etc. Ela nos propõe a desintoxicar a mente, nossa casa e o corpo. Mais um ponto positivo do programa, ele é feito em grupo, e trocamos nossas dificuldades e vitórias entre nós e com a Melissa. Isso faz uma diferença enorme!!”

“O programa serviu como um instrumento de transformação física e emocional. A principio eu achei que seria bem difícil, os dois primeiros dias realmente foram mais “puxados” até porque estava mantendo meu ritmo de trabalho também….mas depois foi ficando mais tranqüilo.

Passar o feriado de carnaval numa detox não foi um peso, pelo contrário, foi melhor, pois tive mais tempo para me manter determinada e poder aproveitar ao máximo cada exercício proposto. A detox foi só o início de uma caminhada. Praticamente todos os objetivos que pontuados eu consegui alcançar! Pelo menos por enquanto, pois estou ciente que se eu não for perseverante as coisas podem voltar ao que eram antes. Eu não planejei nada de extraordinário, foram desde as coisas mais simples tipo ingerir mais água, que no final das contas não é tão simples até desejar ser uma mulher com mais “autocontrole”. EQUILÍBRIO é fundamental nessa vida.

Parabenizo aquelas que já passaram pelo programa! Agradeço o apoio de todas! E quero dar os parabéns para minha coach. Melissa, o seu trabalho é muito bom porque, em primeiro lugar, você ama o que faz! Obrigada pelo carinho e atenção! Saúde e Paz!”.

“Segui a risca a dieta DETOX e o que experimentei nesses 7 dias foi maravilhoso!!! Nunca havia feito nada parecido antes. Estou me sentindo muito bem!!! Aliás, tão bem, mas tão bem, que quero saber de quanto em quanto tempo eu posso realizar o DETOX! Tudo no meu organismo está na mais perfeita ordem! Até umas dores nas articulações que estava sentindo, DESAPARECERAM completamente. Estou satisfeitíssima e recomendo a todos realizarem essa dieta de vez em quando, pois é algo “Sine Qua Non”!

Muito obrigada por suas orientações. Estou adotando cada vez mais hábitos saudáveis!!! Realmente vale a pena!!! Fiquei feliz em saber que posso continuar praticando o DETOX. Que bom!!! Gosto muito dos seus posts!!! Tenho aprendido e reaprendido muita coisa!”


Para o Topo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *