Na mídia

Dollar Photo Club

Métodos alternativos para engravidar são eficazes?

Share this:

Entenda se é possível combater infertilidade de forma natural

Pensando em auxiliar aqueles que ainda não sabem como agir diante de problemas para engravidar e pretendem evitar procedimentos mais invasivos, a equipe Personare reuniu um time de especialistas para esclarecer dúvidas e apresentar métodos alternativos para conseguir gerar uma vida.

De acordo com um artigo publicado na revista Human Reproduction, cerca de 724 milhões de pessoas no mundo sofrem de infertilidade. Segundo a Organização Mundial de Saúde, esse fator já atinge 10% de toda a população brasileira.

Entretanto, engana-se quem pensa que esta disfunção é irreversível. “Infertilidade é a dificuldade que um casal tem em conseguir engravidar, diferente de esterilidade, que é a incapacidade de engravidar. Apesar dos dois termos serem utilizados muitas vezes como sinônimos, eles não o são”, esclarece o ginecologista e obstetra Jurandir Passos.

Além da já conhecida fertilização in vitro – técnica que consiste em fertilizar, em laboratório, os óvulos femininos com o sêmen masculino e depois transferir esses embriões para o útero materno – há diversas possibilidades de tratamento na medicina tradicional. De acordo com Jurandir Passos, o método mais simples é o coito programado. “Nesse tratamento, a ovulação da mulher, seja ela induzida ou esteja em ciclo natural, é seguida por ultrassonografia seriada e, quando está para ovular, é orientada a manter relação com o parceiro em data especificada”, explica.

Caso não obtenha resultados, o médico indica a inseminação artificial, um processo semelhante ao coito programado. Neste caso, quando a mulher está para ovular, o sêmen masculino é preparado e injetado no útero por um cateter especial. “Orienta-se entre 4 a 6 tentativas para ter sucesso de 60 a 70% em obter a gravidez desejada. Se depois desses tratamentos mais simples não houver resultados, costuma-se partir para a fertilização in vitro”, pontua o obstetra.

Nesse sentido, a busca por práticas holísticas e menos invasivas para engravidar, como Acupuntura e Feng Shui, podem funcionar como complementares aos tratamentos médicos para fertilidade.

A especialista e coach de Saúde Integrativa Melissa Setubal ainda afirma que simples mudanças na alimentação também podem trazer resultados extremamente positivos. “Tudo que colocamos para dentro do corpo, em forma de alimento, vai constituir quem somos, em termos de células, hormônios, funcionamento dos nossos órgãos e sistemas. Não tem como dissociar. A alimentação não ajuda a fertilidade: a alimentação é a base para a fertilidade”, define Melissa.

O ginecologista e obstetra Jurandir Passos também acredita que os tratamentos alternativos funcionam como grandes aliados no combate à infertilidade, especialmente na questão psicológica. “Quando o casal está muito estressado por conta dos problemas para engravidar, isso pode agravar ainda mais o quadro de infertilidade. Então, tratamentos alternativos podem ajudar bastante”, garante Jurandir.

Como identificar se sou infértil?

De acordo com o médico obstetra Jurandir Passos, a infertilidade pode ser ocasionada por agentes femininos, masculinos, ou pela combinação de ambos. No primeiro caso, os causadores podem ser problemas hormonais, malformações uterinas ou do sistema reprodutor, infecciosos, endometriose, entre outros. Já no homem, a infertilidade está mais relacionada às disfunções e qualidade do sêmen, como ejaculação precoce e infecções.

O especialista diz que são necessários exames específicos para descobrir eventuais problemas. “No homem, a pesquisa é mais fácil, pois muitas vezes um espermograma com cultura já esclarece muito a sua capacidade reprodutiva. Já para a mulher não existe um exame único, mas sim uma combinação deles, que se complementam e acabam levando ao diagnóstico final. Entre esses exames temos as dosagens hormonais, a cultura para pesquisa de infecção do trato genital e a ultrassonografia, podendo chegar até mesmo a procedimentos cirúrgicos para avaliação e/ou tratamento de uma afecção, como a endometriose, por exemplo”, afirma o médico.

Conheça diversas terapias complementares no tratamento contra a infertilidade, como Acupuntura, Feng Shui, Aromaterapia, Alimentação e mais.

  • Acupuntura colabora na liberação dos hormônios da ovulação
  • Aromas e cores combatem emoções negativas que prejudicam fertilidade
  • Infertilidade tem relação com o que você come
  • Emoções e autoconhecimento são agentes determinantes para a gravidez
  • Mudanças no quarto de dormir atuam diretamente na saúde do casal

Confira a matéria completa: Personare.

Publicado em: Personare. Escrito por: Equipe Personare.

Outro Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades sobre meus conteúdos, cursos e serviços