Nuts por nozes

Share this:

Eu sempre adorei castanhas em geral. Minha mãe sempre teve o costume de comprá-las com casca, e eu já ficava de antena ligada no barulho do martelinho quebrando nozes que vinha da cozinha no de final de ano, e me aproveitava do esforço alheio para comer uma castanha fresquinha.
Cada tipo traz um sabor e texturas diferentes e muito interessantes, e podem ser usadas em muito mais que doces e sobremesas, como normalmente estamos acostumados. Dia desses, descobri que o espinafre é uma dessas plantas que tem uma substância em sua composição que ‘sequestra’ o cálcio dos ossos para sua digestão, e que sempre é bom consumi-lo cozido e junto com uma boa fonte de cálcio.
E a fonte sugerida no artigo eram castanhas, que são fontes não somente desse importante mineral, mas de muitos outros, e de ômega-3, uma gordura importantíssima na constituição celular e na função cerebral.
Se você torce o nariz para um verdinho, eu peço uma chance para essa receitinha que vou passar agora, pois dá uma outra dimensão ao conceito de saudável e gostoso.

Tempo de preparo: cerca de 20 minutos
2 porções

1 maço de espinafre (lave muito bem, e use somente as folhas)
1 punhado de pinholes (pode ser nozes em pedaços pequenos, ou lascas de amêndoas, ou macadâmia)
1 dente de alho picado
1 punhado de cranberries secas (pode ser damascos picados, ou passas, ou qualquer fruta seca que é meio azedinha)
Molho shoyu ou Tamari
Vinagre de Arroz Integral
Pimenta Vermelha
Óleo de coco
Azeite de Oliva Extravirgem

Aqueça o óleo de coco em uma panela grande e refogue o alho e a pimenta. Jogue o espinafre e abafe a panela para o espinafre começar a murchar e aguarde uns 30 segundos. Mexa para que a camada de cima possa pegar o tempero e o calor do fundo da panela, e também comece a murchar.
Tempere com o shoyu e mexa mais para distribuir bem. Acrescente as cranberries picadas, mexa mais, e desligue o fogo, e tempere com um pouco de vinagre. Enquanto você refoga o espinafre, em uma frigideira seca, toste levemente os pinholes, até que eles peguem uma cor levemente tostada, mexendo sempre.
Sirva em um prato, regando com um fio de azeite e jogando as castanhas por cima, como efeito de decoração. Pode acompanhar um arroz, uma massa, uma carne ou comer puro mesmo. Eu fiz croutons de pão integral 5 grãos e de tempeh (preparado de soja oriental) no azeite, como se fosse uma salada quente.

Outro Post

Aqui temos 3 comentários. Adicionar.

  1. Só tem um detalhe: o espinafre de fora do Brasil é bem mais gostoso que o local… O daqui é peludo! :o)

    • Ah, Jo, tem gente que não tem preconceito com o estilo Tony Ramos 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades sobre meus conteúdos, cursos e serviços