Perca peso fazendo uma dieta das dietas

Share this:

O estresse das dietas engorda e traz consequências na nossa disposição e autoestima.

Você já viu alguém de dieta genuinamente feliz, com um sorriso largo no rosto, com brilho nos olhos? Eu não. Normalmente as pessoas em dieta restritiva tem um semblante tenso, e ficam mais agitadas, de pavio curto, ou se assustam mais facilmente com qualquer coisa ou até a própria sombra. Elas podem ter também um olhar perdido, talvez porque esteja pensando em tudo que é proibido fazer e que gostaria tanto de estar fazendo, talvez porque esteja totalmente sem energia por causa da fome ou da quantidade de tempo que passam fazendo contas de calorias/pontos/porções/nutrientes/remédios.

Tudo isso para apenas alguns segundos de felicidade ao ver os números caindo na balança, fita métrica ou nas etiquetas das roupas. Quer dizer, nem sempre isso acontece, né? E aí o semblante fica ainda mais tenso e o olhar ainda mais perdido, porque se mesmo fazendo tudo certinho os resultados não aparecem do jeito que queremos, que esperança ainda existe?

Ficamos nessa luta eterna com nosso próprio corpo, e não nos damos conta que esse clima de guerra é um dos principais responsáveis pelo peso indesejado. E aqui vou compartilhar o porquê que o estresse de fazer dieta é um mecanismo de autosabotagem, e qual atalho podemos usar para evitar tudo isso.

Semana passada eu estava dando uma palestra para um grupo bem diversificado de mulheres, e perguntei se alguém se sentia inspirada ou de bem consigo mesma depois de ler uma revista sobre dietas ou beleza? Muitas cabeça balançaram de um lado para o outro, confirmando minha suspeita de que

o estresse começa por aí, pela comparação que fazemos com o que vemos na mídia.

Fechando a boca dieta

Nos comparamos com a magreza photoshopada, que vem junto com muitas dicas mirabolantes que dizem ser a solução para o corpo ideal, que quase sempre é uma corrida de obstáculos que deixa as provações de Jó no chinelo e as aventuras de Hércules na poeira (como a mulher que comia APENAS 51 bananas por dia para ter o corpo de fisioculturista). Eu fico estressada só de escrever isso! Porque nunca serei capaz de tal façanha, mas se eu quiser ter o corpo sarado “eu tenho que” seguir essas regras, ou até porque nunca serei feliz porque nunca serei daquele jeito.

Daí que a gente decide viver de folhas de alface, peito de frango e refrigerante diet, ou qualquer equivalente atual do mercado, o que pode ir muito bem nos primeiros dias ou semanas, trazer os resultados que tanto desejamos logo de início. Mas que vai por água abaixo na primeira festa de aniversário, viagem, desentendimento com alguém próximo, ou pelo simples fato de que seu corpo provavelmente está morrendo de fome! E aí temos o estresse de termos que “correr atrás do prejuízo”, ou de entupir o corpo de muita comida de uma vez, ou de ter que encarar o julgamento das outras pessoas sobre seu “fracasso”.

Vamos ainda considerar aqueles seres superdotados de uma disciplina e força de vontade inabaláveis, que conseguem seguir um regime alimentar e de exercícios físicos digno de citação no livro dos recordes. Elas também vivem super estressadas. Não é fácil ter uma vida cheia de regras. Imagine a cobrança interna e os desafios sociais dessas pessoas! O que, não tenho dúvidas, deixa seus níveis de cortisol nas alturas (o hormônio do estresse).

O atalho para a gente evitar todo esse estresse? É justamente evitar as dietas restritivas!

baby eating happy

Parece loucura, mas como já disse em outros posts, até a experiência e a ciência já comprovam que essa estratégia é a mais eficaz. Repensar a sua relação com a comida e com seu corpo pode parecer complicado, mas é mais simples e rápido do que se imagina. Usando seu tempo e energia para isso, ao invés de usar para fazer dieta, já elimina muito do seus estresse diário, ajuda a reequilibrar seus hormônios, e isso vai refletir no seu peso, no seu nível de energia, e melhor ainda, na sua autoestima.

Agora é sua vez:

Reflexão da semana: Você ainda acha que fazer dieta restritiva é a única solução para perder peso? Por quê?

Ação da semana: Participe do [evento virtual gratuito] A relação do seu peso com seus hormônios e aprenda algumas estratégias de como harmonizar seus hormônios para acabar com essa briga com seu próprio corpo. Clique no link e inscreva-se! E convide suas amigas para participar. Você vai receber por email o link para assistir depois na íntegra, caso não possa assistir ao vivo.

Inspiração da semana: Nessa palestra, Sandra Aamodt fala do quanto as dietas restritivas fazem mais mal do que bem, e como viver uma vida menos obcecada em dietas, de forma intuitiva.

Imagens: TheStir/Healthy24/Mamababy

Outro Post

Receba novidades sobre meus conteúdos, cursos e serviços