Receitas

Sucos Detox: a controvérsia

Share this:

7 recomendações para usar os sucos muito além da dieta e do detox.

Uma das primeiras coisas que aprendi quando estudava Nutrição Integrativa nos EUA, há cerca de 6 anos, foi a fazer um suco verde, e os benefícios incríveis que ele faz pela nossa saúde. Era tão simples: colocava algumas folhas, limão, outros vegetais e frutas, e em poucos minutos eu tinha um copo cheinho dos nutrientes que meu corpo tanto sentia falta.

Ao longo dos anos, vou confirmando cada dia mais que essa é uma estratégia vencedora para iniciar uma alimentação mais nutricionalmente densa com comida de verdade. Mas nos últimos tempos, os sucos chamados “detox” tem ganhado uma reputação ruim e estão sofrendo bullying da mídia. Primeiro pela associação com dietas restritivas de emagrecimento rápido, que várias vezes são promovidos como tendo efeitos milagrosos de desintoxicação e emagrecimento. E segundo pelo exagero no seu uso sem conhecimento dos possíveis efeitos no organismo.

Quando proponho uma cliente ou leitora a usar os sucos, as receitas são criadas para ter um efeito terapêutico para auxiliar da diminuição de sintomas hormonais, como variação do peso e de humor, TPM, falta de disposição entre outros.  A ideia é usar uma combinação de ingredientes específicos em um formato fácil de ser preparado e consumido para apoiar os processos naturais do organismo de desintoxicação, incluindo o funcionamento do fígado, intestinos e sistema linfático.

Os maiores benefícios dos sucos somente acontecem quando combinados a uma alimentação balanceada de acordo com a bioindividualidade da pessoa e uma visão integrativa de cuidados com a sua saúde, como na metodologia da Dieta do Coma Mais.

Quando usamos certas combinações de ingredientes em forma de sucos, em muitos casos, ajudamos na melhor absorção de nutrientes essenciais que vão ajudar o corpo a se livrar de toxinas que consumimos via alimentação, medicamentos, poluição, produtos de higiene/beleza/limpeza, e excesso de hormônios e de estresse.

Tudo isso combinado a outros fatores que mexem no nosso peso, humor, nível de energia, ciclo menstrual. Por isso, apenas usando o suco, podemos até conseguir alguns resultados de perda de peso, porém eles só serão efetivos, duradouros e verdadeiramente saudáveis quando fazem parte de uma transformação mais profunda em nossa saúde e estilo de vida.

O que recomendo para minha clientes que estão buscando gerenciar melhor seu peso, hormônios, humor e energia é alternar o suco verde com o suco vermelho (com beterraba), de acordo com as fases do ciclo menstrual, usando o verde para os dias após a menstruação, e o vermelho para os dias antes. Essa combinação e uso estratégico ao longo das semanas ajuda muito nos sintomas da TPM, incluindo inchaço e ganho de peso, dores e cólicas, e as variações emocionais mais bruscas. Isso em uma fase inicial de resgate do equilíbrio hormonal.

MG_4388

É claro que podemos usar dos mais diversos vegetais, frutas e outros alimentos in natura com essa mesma função. As combinações devem considerar o benefício buscado, a época do ano e a disponibilidade de ingredientes (preferencialmente orgânicos), e claro, o gosto da pessoa.

Para o preparo, escolha ingredientes frescos e orgânicos, higienize bem os vegetais e frutas a serem utilizados. A pessoa pode usar o liquidificador (que mantém as fibras e causa mais sensação de saciedade), a centrífuga (que retira as fibras e aquece um pouco, o que causa a perda de alguns nutrientes), ou a prensa a frio (que retira as fibras, mas retém os demais nutrientes).

As restrições para sua ingestão devem ser avaliadas pelo profissional de saúde, que poderá informar sobre possíveis impactos negativos do uso diário de certos ingredientes, e de acordo com a auto-observação atenta da pessoa, que poderá perceber certos efeitos indesejados ao iniciar o uso.

A não ser que a pessoa esteja fazendo um acompanhamento especializado para realizar uma desintoxicação mais profunda, uma vez ao dia já é o suficiente inicialmente. Respeitar também o clima e o estado de saúde também é recomendado, já que organismo pode ser ressentir ao beber sucos durante muitos meses seguidos com uma mesma combinação, ou durante os dias mais frios, bem como em estados gripais.

E cuidado com qualquer exagero nessa vida, né gente? Ficar tomando só suco o tempo inteiro pode não ser saudável também. Quando vamos usar os alimentos de forma terapêutica, assim como com a fitoterapia, temos que estar cientes dos possíveis efeitos colaterais. Por isso a importância de um acompanhamento especializado, da qualidade dos ingredientes, do respeito à bioindividualidade, e mais que tudo, da auto-observação e consciência sobre as reações do organismo quando uma nova prática é iniciada.

Minhas recomendações para podermos aproveitar ao máximo o poder dos sucos não são regras absolutas. Você pode usar como ponto de partida para o seu uso pessoal.

  1. Prepare na hora que for consumir para o máximo de efeito, preferencialmente em jejum logo pela manhã. Caso vá consumir posteriormente, guarde em garrafa térmica para transporte, e conserve em geladeira por algumas horas. É possível congelar também, fazendo isso em potes de vidro, imediatamente após o preparo e descongelando em geladeira. Alguns nutrientes se perdem nesses casos, porém o suco ainda carrega consigo vários benefícios. Evite tomar gelado para não comprometer a digestão e absorção dos nutrientes.
  2. Prefira usar salsa e/ou coentro para uso diário, ao invés da couve e do espinafre, para não interferir no funcionamento da tireóide. Prefira usar vegetais e frutas com baixo índice glicêmico, caso queira uma efeito de equilíbrio hormonal e dos níveis de glicose no sangue, como frutas vermelhas (como morango, mirtilo, framboesa, amora, açaí – sem xarope de guaraná, jabuticaba com casca, acerola, pitanga), maçã (principalmente a verde), melancia e melão, mamão, goiaba, pêssegos e nectarinas, damasco fresco, e toranja (grapefruit).
  3. Para consumo diário, prefira bater no liquidificador e consumir as fibras. Para um tratamento detox temporário (7 a 21 dias), coe com a bolsa de voal, use centrífuga ou prensa a frio.
  4. Para uso como refeição, combine o suco com frutas, verduras, e oleagionosas, e tome sem coar, que isso vai oferecer mais saciedade e equilibrar melhor os nutrientes. Observe as combinações que trazem mais saciedade para você, ou seja, que não te deixe com fome logo 2 horas depois.
  5. Prefiro usar óleo de tea tree/melaleuca ou de semente de grapefruit para higienizar os vegetais e frutas, pois o consumo de cloro (hipoclorito de sódio) pode causar diversos problemas de saúde e distúrbios hormonais.
  6. Use exclusivamente ingredientes in natura ou minimamente processados. Tenha mais receio dos problemas de saúde que podem ser causados por comidas industrializadas (como proteínas em pó e shakes prontos) do que dos sucos feitos em casa com ingredientes orgânicos. Eles é quem são os vilões da saúde, quando consumidos diariamente.
  7. Consuma esses sucos com a consciência de autocuidado, e não de emagrecimento rápido a qualquer custo. Quando ingerimos compaixão e amor próprio junto com esse suco, seu poder transformativo de nossa saúde fica ainda melhor. Mentalize você bebendo felicidade a cada gole, ao invés de pensar em culpa e sofrimento e julgamento.
Imagens: intuitiveterrain.com/lindawagner.net/

Outro Post

Aqui temos 4 comentários. Adicionar.

  1. Julia Terayama

    Oi Melissa, fiquei interessada em saber como utiliza o óleo essencial de tea tree para higienização de vegetais e frutas. Eu uso hipoclorito de sódio, mas já faz um tempo que procuro uma alternativa e gostei da idéia de usar o tea tree.

    • Melissa Setubal

      Oi Julia, use cerca de 3 gotinhas por litro d’água.
      Saúde e Amor pra você!

  2. Uma dúvida. .. Tenho 44 anos e já não. Menstruava á quase três meses não. Sei se foi coincidência mais comecei a tomar o dretos logo menstruei e com muito fluxo,aumento do fluxo pode ter haver com o suco detox?

    • Melissa Setubal

      Eliana,
      primeiro seria necessário investigar seu ciclo e quais outros sinais de perimenopausa que estão acontecendo. Mas é possível sim que ao usar alguns alimentos que dão suporte para os hormônios o seu corpo possa te manifestado esse sinal. Mas não há como confirmar sem um acompanhamento 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades sobre meus conteúdos, cursos e serviços